gestao-escolar

Conheça 6 dos principais pilares para uma boa gestão escolar

Gerir uma escola deixou de ser uma opção, tornando-se uma necessidade para quem quer se destacar competitivamente no ambiente educacional. Por isso, faz-se cada vez mais indispensável entender quais são os pilares para uma boa gestão escolar e como aplicá-los.

Com um mundo cada vez mais digital e conectado, demandas analógicas perderam espaço para rotinas produtivas que dependem de mecanismos modernos que integrem todos os processos: administrativos, financeiros, humanos, pedagógicos, entre tantos outros.

Pensando nisso – e na sua instituição de ensino – que trazemos este artigo com 6 dos principais pilares para uma boa gestão escolar. Assim, em pouco tempo e de forma eficaz, os resultados aparecem de forma efetiva.

Acompanhe.

1. Recursos tecnológicos

Como citado no início do nosso artigo, a atual situação do sistema educacional moderno demanda que sua escola, colégio ou universidade tenha recursos tecnológicos que deem celeridade aos processos.

Isso ajuda, também, a integrar a ponte entre instituição, pais, alunos, professores e toda a comunidade de ensino.

O melhor exemplo é o software de gestão escolar, como o Software GEO: ele realiza diversas demandas de forma objetiva e totalmente online. Entre elas podemos citar:

– Integração e centralização de dados, como matrículas de alunos;

– Inscrições online para cursos;

– Gestão e lançamento de frequência dos estudantes, faltas, atividades complementares e outros;

– Diversidade de relatórios que, feitos manualmente, demandam tempo e podem incorrer em erros manuais;

– Controle financeiro dos variados montantes que circulam pelo caixa da sua instituição escolar;

– Além de várias funcionalidades que se adaptam à sua realidade.

Partindo deste pressuposto de que os recursos tecnológicos são indispensáveis, também abordaremos como os outros processos são pedras angulares e pilares gerenciais de qualquer escola.

2. Comunicação efetiva

Em sintonia com o que falamos acima, mas entrando em uma área específica que deve ter a atenção da sua instituição, está a comunicação efetiva. É ela quem permitirá uma boa gestão de ponta a ponta, desde o diretor da escola até os alunos.

Aqui, cabe destacar, a sinergia deve ser com todos: desde os educadores, passando pelos estudantes, mas também com os pais. Ou seja, a comunicação deve ser aberta e clara para identificar erros, minimizar problemas e investir no que o feedback mostra que está dando certo.

O melhor exemplo são grupos de WhatsApp que, atualmente, permitem centralizar as conversas, anúncios e toda a comunicação em apenas um aplicativo. Pode-se, dessa forma, estimular um diálogo aberto com a equipe pedagógica diretamente conectada com os familiares dos alunos.

3. Estruturação pedagógica

A gestão escolar tem um pilar fundamental que pode tanto abalar a estrutura da sua instituição, como transformá-la em um alicerce duradouro: a estruturação pedagógica.

Nota-se, principalmente em algumas escolas particulares, que há um turnover de professores e pedagogos, o que impede a instituição de seguir uma linha pedagógica própria.

Aí entra a importância de estruturar a gestão pedagógica: ter uma metodologia própria, seja da Educação Infantil ao Ensino Superior, alinhando um ambiente de trabalho para profissionais capacitados. Assim, cria-se um diferencial competitivo quanto a outras instituições escolares, pois a comunidade sabe qual o método de ensino aplicado.

LGPD entenda como ela modifica a dinâmica nas instituições de ensino

Isso impacta, também, no resultado dos alunos e na decisão dos pais. Por isso, ‘dar uma cara’ à sua instituição de ensino é um dos pilares mais importantes.

4. Administração e organização de processos

A gestão administrativa em uma escola é o coração do ambiente de ensino, pois é dali que saem as decisões para a manutenção das mais variadas rotinas produtivas.

Assim, uma boa administração e, consequentemente, organização de processos, é um pilar que permite um olhar global e espacial de todas as situações da escola.

– Quais são os recursos necessários para o ano letivo?

– O que é preciso fazer de reforma, ampliação, modernização?

– Como está o quadro de colaboradores?

– Qual a capacidade de alunos que teremos para este ano?

– O que a legislação diz a respeito do funcionamento da minha instituição?

– Que insumos podem ser adquiridos para melhorar a qualidade de ensino?

Perceba: as várias nuances da gestão escolar passam pela administração – que precisa atuar, de forma simbiótica com todos os setores. Nesse ínterim, um software de gestão escolar é o mais indicado para centralizar todas essas demandas – e muitas outras que surgem ao gerir um ambiente de ensino.

5. O cuidado com as finanças

Entre os principais pilares para uma boa gestão escolar, o financeiro não pode ficar comprometido para não desmoronar e ruir seu negócio. Gerir as finanças é um compromisso que deve ter uma atenção ímpar das pessoas que lidam com este setor.

A gestão, aqui, foca na captação de novos alunos, oferecimento de novos cursos, capacidade de contratar os melhores professores com os recursos disponíveis e a diminuição da inadimplência de matrículas e mensalidades.

Para isso, estratégias e ajuda da tecnologia, como sistemas que integram as variáveis financeiras, são indispensáveis. Se a conta não bate, é sempre bom procurar ajuda especializada, como contabilistas, que auxiliam a enxergar onde pode-se fechar a torneira de gastos e qual área é mais receptiva a novas receitas.

6. Exposição da marca

Para fechar, trazemos um pilar fundamental que a maioria dos ‘especialistas’ deixa de lado: a exposição da sua marca. Vivemos em um mundo em que as pessoas querem criar relacionamentos com empresas e instituições; e, no ambiente escolar, isso é ainda mais importante.

– Afinal, como sua escola, colégio, universidade se posiciona quanto aos temas atuais?

– Qual é o método de ensino exclusivo e diferenciado no que diz respeito aos concorrentes da área educacional?

– Que eventos, campanhas, festivais, torneios, entre outros, a marca organiza, contribui ou patrocina?

– Quais são os antigos alunos que, atualmente, são referências em suas áreas, renomados nacional e internacionalmente?

Perceba: a gestão escolar passa pela exposição das suas qualidades, sempre mostrando e renovando o que há de melhor na sua instituição. Lembre-se: alunos e professores que se sentem representados pela sua escola serão seus melhores investimentos em publicidade – tudo de forma orgânica, barata e que dá mais resultados.

No nosso blog você pode conferir uma série de artigos com dicas exclusivas como essa para gerir com excelência sua instituição de ensino. Dúvidas? Entre em contato conosco.

Faça o download deste post inserindo seu e-mail abaixo

Não se preocupe, não fazemos spam.
planejamento escolar

Quer receber mais conteúdos como esse gratuitamente?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.