reajuste de mensalidade

O que considerar ao fazer o reajuste de mensalidade escolar?

O reajuste de mensalidade não precisa ser uma tarefa que causa dor de cabeça na gestão da sua escola: esqueça o desconforto da notificação do ajuste, a desconfiança sobre a cobrança ou qualquer que seja a dificuldade que a sua escola enfrenta nessa época do ano.

A verdade é que tudo isso pode ser solucionado com transparência na gestão e um bom planejamento financeiro. Oferecer um novo valor de mensalidade é preciso de tempos em tempos. Continue a leitura e saiba como fazer isso da melhor forma!

O que deve ser levado em consideração para fazer o reajuste?

Para manter as mudanças corretas, é essencial lembrar o que a legislação define sobre o assunto. A Lei 9.870 de 1999 tem como principal propósito garantir que o reajuste de mensalidades escolares seja justo, definindo regras para a escola compor os seus preços.

Nesse sentido, é importante saber, segundo a lei, como compor o valor atualizado da mensalidade. No documento há a instrução de que a escola deve considerar o valor da última mensalidade do ano atual e multiplicá-lo pela quantidade de meses do período letivo (resultado disso é o valor-base).

Para fazer os acréscimos das mensalidades do ano futuro, é possível adicionar à conta os custos dos próximos projetos pedagógicos e as despesas fixas, como os salários dos professores, as contas de energia, água, telefone etc.

Não para por aqui: veja agora outros pontos que precisam ser levados em consideração para fazer a adequação na cobrança!

Gastos com investimentos didático-pedagógicos

Quais são os diferenciais que a sua escola vai propor no ano que vem? Talvez uma nova leva de livros na biblioteca, um equipamento novo no laboratório ou até mesmo a inclusão de novas tecnologias na sala de aula. Definir os investimentos e os custos de cada um deles é um passo importante para reconstruir o valor da mensalidade escolar.

reduzir inadimplencia escolaPowered by Rock Convert

Entenda que os novos custos nunca podem ser invisíveis aos olhos dos alunos e responsáveis: é necessário que o consumidor tenha a consciência de que está pagando mais, mas que está recebendo na mesmo proporção.

Margem de lucro

A porcentagem de lucro para a escola também deve ser considerada na hora de reajustar a mensalidade. Observe o que já estava sendo adicionado ao valor e, então, defina se a porcentagem será aumentada.

Não se esqueça que o valor final da nova mensalidade precisa condizer com o que é oferecido aos alunos (recursos, estrutura, eventos etc.). É preciso que, além do cálculo alinhado à lei, o bom senso tenha participação ativa no desenvolvimento da nova cobrança.

Qual é o momento ideal para fazer o reajuste de mensalidade escolar?

De acordo com a Lei 9.870 de 1999, o reajuste da mensalidade só pode ocorrer uma vez por ano. É importante que a gestão trabalhe em um sistema rigoroso de controles financeiros e que tenha orçamentos atualizados, pois só assim a mudança de valores pode ser calculada de forma real e eficiente.

É claro que é importante que você mantenha uma análise financeira durante todo o ano, mas quando o foco é o reajuste, o ideal é que essa análise seja considerada a partir de junho. Isso acontece porque as matrículas iniciam entre agosto e setembro, e 45 dias antes da abertura da matrícula é necessário que a proposta já esteja definida. 

Como fazer a notificação do reajuste de mensalidade?

Agora que você já sabe o que deve ser levado em consideração nessa mudança, é hora de pensar em como informar a novidade aos responsáveis financeiros. Sabemos que essa não é uma tarefa muito agradável, mas listamos algumas dicas para melhorar o processo!

Uma boa ideia é fazer um evento para apresentar as propostas didático-pedagógicas para o próximo ano de forma entusiasmante, além de oferecer descontos — que não prejudiquem a instituição — àqueles que fizerem a rematrícula antes do período previsto. O reajuste de mensalidade escolar é necessário, então coloque isso em pauta quando estiver conversando com os responsáveis pelos alunos.

Aproveitando o momento de conversa sobre mensalidade, como a sua escola envia as cobranças aos responsáveis dos alunos? Talvez seja a hora de inovar: descubra as 6 vantagens de enviar a mensalidade pelo celular!

Faça o download deste post inserindo seu e-mail abaixo

Não se preocupe, não fazemos spam.
Powered by Rock Convert
Guia da Consultoria de Software EducacionalPowered by Rock Convert

Quer receber mais conteúdos como esse gratuitamente?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.