planejamento escolar

O que não pode faltar no planejamento escolar? Descubra agora!

ideias ano letivo

Os objetivos da instituição e como eles podem ser atingidos são as preocupações que estão na base do planejamento escolar. Por ser um elemento de grande importância, é um processo que demanda tempo e muita dedicação de gestores, professores e demais integrantes da comunidade escolar. Contudo, como saber se você faz um bom planejamento?

É o que vamos explicar neste post. Você vai saber mais detalhes sobre como funciona um planejamento escolar, o que não pode faltar e como implementá-lo da melhor forma. Continue e tire suas dúvidas!

O que é planejamento escolar?

O planejamento escolar é um documento elaborado para reunir objetivos específico da escola no que se refere às práticas pedagógicas. Nele, constam os programas pedagógicos realizados no ano letivo, o calendário escolar, os horários das aulas de cada um das turmas, projetos extracurriculares, entre outros detalhes cruciais para o andamento da escola.

O planejamento escolar é elaborado anualmente, antes de começar o ano letivo, quando a comunidade escolar se reúne para discutir os objetivos da instituição, saber o que é possível de acordo com a sua realidade e montar um plano de ação.

É a equipe de gestão que fica responsável por conduzir a reunião de seus membros com os professores, para que troquem experiências e cheguem a uma conciliação de interesses para as demandas da escola.

Planejamento escolar, calendário e PPP são a mesma coisa?

O planejamento escolar é frequentemente confundido com outros documentos importantes da escola, como o calendário escolar e o Projeto Político Pedagógico (PPP). Na verdade, trata-se de três documentos diferentes. Em relação ao calendário escolar, o planejamento é um documento muito mais abrangente e que serve, inclusive, como guia na hora de a gestão definir as datas do calendário.

Em relação ao PPP, podemos dizer que o planejamento escolar é um documento mais específico e com um nível menor de complexidade, uma vez que não exige tantas informações sobre a visão e os valores da escola. Além disso, diferentemente do planejamento escolar, o PPP é um documento obrigatório, segundo a Lei de Diretrizes e Bases da Educação (LDB).

Embora sejam documentos colaborativos, que demandam a participação da comunidade escolar, planejamento, calendário e PPP servem para propósitos distintos.

Por que analisar dados para montar o planejamento escolar?

A grande vantagem de instituições de ensino que realizam um bom planejamento escolar é que o documento serve nos anos seguintes para que a gestão tenha uma ideia do que está funcionando e do que precisa ser alterado. Nem sempre o que é planejado apresenta o resultado mais esperado, por isso um balanço dos anos anteriores é tão importante.

É com base nessa análise que professores e gestores podem tomar decisões sobre manter ou não projetos pedagógicos e métodos de ensino. Valorizar as opiniões de todos os envolvidos é fundamental para que as decisões não sejam tomadas de um único ponto de vista.

O processo de coleta de dados deve ser feito ao longo do ano letivo. Questionários podem ser usados para a gestão saber se os alunos e familiares estão satisfeitos com vários aspectos da escola ou com algum projeto em específico. Esse tipo de pesquisa de satisfação mostra que a instituição se importa com a opinião da comunidade escolar e trabalha para melhorar a qualidade de seus serviços.

Vale ressaltar que o levantamento de dados sobre projetos de anos anteriores deve contemplar a experiência de coordenadores e professores. São esses profissionais que podem observar o comportamento dos alunos em sala de aula e atividades extracurriculares.

Dessa forma, com um bom levantamento dos anos anteriores, fica mais fácil para a equipe de gestão investir em ações bem-sucedidas para o futuro da escola.

O que não pode faltar no planejamento escolar?

Uma série de cuidados podem ser tomados para evitar os erros mais comuns no planejamento escolar. Sabendo que esse documento é um desafio para quem está à frente de uma escola, decidimos apresentar as ações que não podem faltar nesse processo.

Definição de metas

As metas estabelecidas no planejamento escolar precisam ser específicas, mensuráveis, alcançáveis e com prazos definidos. Não adianta realizar um planejamento perfeito no início do ano se as metas não forem acompanhadas de perto ou não realizar por falta de tempo.

Delegação de responsabilidades

No planejamento escolar, é preciso separar as equipes em grupos e delegar os responsáveis pelas metas e por cada ação realizada para cumpri-las. Isso permite que a escola tenha uma gestão descentralizada, o que contribui para que todos respeitem os prazos definidos.

Cronograma de ações

O calendário escolar reúne a data de quando começa o ano letivo, os feriados e recessos, as comemorações, os períodos de prova e recuperação. Uma vez que a gestão tem isso em mãos, é necessário complementar o calendário com informações sobre como serão implementadas as atividades programadas para o ano. Um cronograma de ações pode definir, por exemplo, os temas das festas, as datas de reuniões dos pais e das avaliações.

Qual é a importância da tecnologia para montar o planejamento escolar?

Um dos aspectos mais importantes que não pode faltar no planejamento escolar é a implementação de tecnologias. Por isso, dedicamos um tópico inteiro a esse assunto. As tecnologias devem facilitar a execução de tarefas e evitar burocracias para simplificar a análise de dados e melhorar a qualidade de serviço da escola.

As instituições de ensino precisam se manter atualizadas com a tecnologia, já que esse também é um meio de ganhar competitividade no mercado educacional. A nossa sugestão é investir em um sistema de gestão educacional, capaz de automatizar uma série de atividades manuais.

O programa da Software Geo, por exemplo, permite o acompanhamento do aluno, controle das matrículas, criação do diário do professor, lançamentos de notas, a emissão de documentos, pagamento de boletos e muito mais.

Vale lembrar que a comunidade escolar deve participar do planejamento escolar, já que é um documento que influencia a escola inteira. É importante englobar os interesses da gestão, dos professores, alunos e de demais funcionários para que o planejamento esteja alinhado aos valores da escola, mas sem se esquecer do contexto em que está inserida.

Já conhecia a Software Geo? Nosso sistema de gestão educacional oferece serviços personalizados para a área financeira, administrativa e pedagógica das instituições de ensino. Para mais detalhes, acesse o site da Software Geo e entre em contato conosco.

Faça o download deste post inserindo seu e-mail abaixo

Não se preocupe, não fazemos spam.
Guia da Consultoria de Software Educacional

Quer receber mais conteúdos como esse gratuitamente?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.