gamificacao-na-educacao

Gamificação na educação: entenda o que é e quais são as vantagens

Powered by Rock Convert

Conforme as gerações vão avançando, os processos de ensino e aprendizagem também se modificam. Assim, é muito importante que as escolas busquem formas de inovar e se adaptar a novos hábitos, trazendo a educação para dentro da nova realidade. Nesse contexto, a tecnologia é indispensável e aí entra a gamificação na educação.

Você já ouviu falar em gamificação nas escolas? Preparamos este post para familiarizar você com o termo. Além disso, vamos apresentar os benefícios da estratégia e trazer informações sobre como você pode aplicar na escola. Que tal ficar por dentro? Continue lendo!

Afinal, o que significa gamificação?

A gamificação é sobre utilizar dinâmicas, mecanismos e recursos de jogos a fim de alcançar determinado objetivo. Essa prática já é muito utilizada em ambiente corporativo, em recrutamentos e também em treinamentos, nos quais os gestores querem alcançar determinadas metas e engajar a equipe.

A gamificação na educação entra como uma forma de incentivar os alunos no aprendizado, além de trazer reflexões e dar estímulo para a resolução de problemas e desafios por meio de uma linguagem e de um método não tradicional. Embora a tecnologia seja sempre cogitada, a gamificação não necessariamente é sobre esse aspecto.

Quais são os benefícios de aplicar a gamificação nas escolas?

A gestão escolar deve ter foco no alcance de melhores resultados, tanto educacionais quanto empresariais. Nesse sentido, a gamificação é uma estratégia excelente, pois abre o leque de possibilidades para ensino e mostra vantagens competitivas no que diz respeito à metodologia escolar e às práticas pedagógicas. Veja a seguir as vantagens!

Melhora os resultados do ensino

Você certamente já viu o quanto as telas de videogames interessam muito mais do que folhas de caderno. Sendo assim, a gamificação é um modelo diferenciado de abordar o aprendizado, dando uma nova roupagem ao processo. Ter um ambiente estimulante, por si só, já potencializa o ensino.

Ao montar o jogo e elaborar a participação de acordo com cada etapa, o mais importante é que haja um objetivo, metas e todo o sistema de jogo envolvido. Dessa forma, você consegue estruturar o avanço da atividade (com níveis, telas, rankings), mensurando a evolução, elencando pontos de melhoria no desempenho etc.

Faz os alunos gostarem mais de aprender

Um dos fatores mais importantes da melhoria dos resultados dos processos de ensino da qual falamos acima é o próprio envolvimento dos alunos nas atividades. A gamificação torna o conteúdo interessante. A abordagem faz com que as pessoas queiram participar, pois é algo diferente e não maçante, muito menos soa como obrigação.

A competição saudável é estimulada, assim, a concentração e foco no objetivo são fortalecidos. A atenção é reforçada, visto que os alunos querem achar as soluções para avançar no nível do game ou ganhar a recompensa. Elementos como memória e autonomia também são trabalhados. Tudo isso de forma leve e agradável.

Demonstra a inovação e tecnologia da escola

Quando você elabora as estratégias de captação e retenção de alunos da escola, quais são os diferenciais que você pode colocar na lista para atrair a atenção do público? A gamificação, quando pensada como estratégia de ensino-aprendizagem, é um diferencial competitivo.

LGPD entenda como ela modifica a dinâmica nas instituições de ensinoPowered by Rock Convert
planejamento escolarPowered by Rock Convert

Contar com métodos não tradicionais que tem resultados comprovadamente superiores aos modelos aplicados em outros locais é muito relevante na hora de ser escolhida como melhor instituição. Estruturando projetos que tem o fator de inovação como base e contando com a tecnologia, você tem aí uma boa receita para se destacar no mercado.

Prepara os educadores para novas abordagens

Algumas brincadeiras e jogos já estão desde sempre na educação. Entretanto, o que de novo os professores estão fazendo? Quais práticas diferenciadas de incentivo ao aprendizado o projeto pedagógico apóia? A gamificação quando planejada, aplicada e mensurada é também um recurso de capacitação dos educadores.

Além de treinar a mentalidade para criar métodos mais eficientes de ensinar e direcionar o aprendizado dos alunos, respeitando suas diversidades, incentiva o ambiente à colaboração, dando abertura para novas ideias e espaço para testar resultados e corrigir o percurso em caso de devolutivas não tão produtivas.

Faça o download deste post inserindo seu e-mail abaixo

Não se preocupe, não fazemos spam.
Powered by Rock Convert

Como aplicar a gamificação nas escolas?

Como ressaltamos, a tecnologia é muito importante. Sendo assim, se estiver dentro da realidade da escola, é sim indicado planejar atividades que utilizem videogames, seja por meio do aplicativo institucional, seja por meio de portais planejados ou atividades em sala de aula. Entretanto, a tecnologia não é o único método de aplicar a gamificação nas escolas.

Mantenha o fator lúdico em alta

Opções como jogos de tabuleiro, embora sejam bastante antigas, podem sim colocar a gamificação em ação. Além de serem divertidos, podem também gerar a competição. É possível adaptar os jogos tradicionais e/ou criar seus próprios jogos. É uma opção que demanda mais tempo do que recursos financeiros, por exemplo.

Estruturar um sistema de tarefas para casa que seja recreativo também é interessante. Atividades de caça ao tesouro, aquelas missões com algumas pistas, passatempos que envolvem lógica. Por que não inovar? Basta ter planejamento. As avaliações podem seguir a mesma linha: dê notas para essas atividades em vez de aplicar provas desestimulantes.

Atenção ao método

Aqui vai um ponto que merece atenção: é muito importante que a gamificação não crie lugares de exclusão nem uma competição negativa. Os recursos têm que ser disponibilizados para as crianças, as atividades devem ser pensadas sem desprezar nenhum grupo. A educação inclusiva precisa estar presente no planejamento.

Crie meios de recompensar os alunos

Adesivos de motivação, distintivos, bottons, medalhas, insígnias especiais, carimbos, enfim: a promoção de competições e o reconhecimento pelo trabalho bem-feito (como manter as tarefas em dia, ter uma postura legal com os colegas etc.) é muito importante. Basta que você crie um sistema de pontos ou “fases” a serem avançadas.

De acordo com a idade dos alunos é possível planejar a gamificação de maneira estratégica. A gestão de resultados também é fundamental, visto que, assim como todo processo que tem objetivos e metas, deve ser medido e ajustado conforme os frutos que vai rendendo.

Que tal ter acesso a conteúdos sobre estratégias educacionais e gestão escolar? Mantenha-se atualizado: assine a nossa newsletter e fique por dentro das melhores práticas!

Guia da Consultoria de Software EducacionalPowered by Rock Convert
Powered by Rock Convert
Powered by Rock Convert

Quer receber mais conteúdos como esse gratuitamente?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.